O Parlamento Europeu aprovou nesta quarta-feira (7/10/20) a elevação da meta de redução de emissões para a União Europeia em 2030, que era de 55%, para 60%.

O prazo para a redução é 2030, e a base de comparação é com as emissões registradas em 1990.

Segundo os dirigentes europeus a medida é necessária para que o bloco neutralize suas emissões de carbono até 2050.

A Comunidade Européia impõe limites rígidos para as emissões de CO2 de automóveis até o final da década. A regra é reduzir 30% dos gases causadores do efeito estufa emitidos pelos veículos movidos a combustíveis fósseis nos próximos dez anos.

São essas exigências que estão fazendo muitas montadoras europeias  eliminar o motor puramente a combustão, em troca de carros elétricos ou híbridos (que têm um motor a combustão e outro elétrico).