WR-V

 

O carro escolhido para a expedição é o SUV compacto da Honda, que esteve conosco na expedição para a Patagônia no ano passado. Foi lançado em 2017 e até o início de 2019 foi produzido na fábrica da marca em Sumaré, no interior de São Paulo. A partir de agosto, sua linha de produção muda-se para Itirapina, também no interior paulista. O Honda WR-V é um projeto nacional, desenvolvido pela Honda Brasil.

Um dos grandes desafios no desenvolvimento do carro foi conciliar a versatilidade de um utilitário esportivo com a agilidade de um carro compacto. Confortável e robusto, faz bonito na cidade e também é ideal para viagens longas. Sua suspensão reforçada permite jornadas mais duras, como a proposta na expedição Honda – Pro Outro Lado da América, na qual o carro vai enfrentar mais de 7 mil quilômetros nos mais variados tipos de terreno: asfalto, terra, areia, lama e até sal.

O conjunto dinâmico do WR-V foi projetado para permitir altura do solo, vão livre e ângulos de ataque e saída compatíveis com a proposta de um SUV, sem comprometer o conforto e a agilidade de um modelo compacto. A suspensão tem amortecedores com batente hidráulico e diâmetro de cilindro reforçado, barra estabilizadora robusta, projetada para minimizar a rolagem da carroceria, garantindo estabilidade mesmo com uma altura do solo mais elevada. As buchas frontais são mais robustas, bem como a travessa de suspensão, com enfoque no conforto de rodagem

O WR-V é equipado com o motor 1.5 i-VTEC FlexOne, com controle eletrônico variável de sincronização e abertura de válvulas. Criada pela Honda, a tecnologia i-VTEC varia o tempo e a profundidade de abertura das válvulas para obter a máxima eficiência em diferentes regimes de rotação. A transmissão CVT possui conversor de torque, proporcionando uma resposta mais rápida e aceleração linear.

X-ADV

 

O projeto do X-ADV une atributos de uma moto aventureira média à praticidade e à facilidade de condução dos scooter urbanos. O veículo se sente à vontade no trânsito das cidades, mas muda de ambiente com tranquilidade para encarar qualquer tipo de terreno, como os enfrentados na expedição Honda – Pro Outro Lado da América.

Trata-se de um misto de moto aventureira e scooter urbano, chamado de maxi-scooter. Em relação a um scooter puramente urbano, o X-ADV tem motor mais potente, suspensões de longo curso com múltiplos ajustes, pneus de uso misto e oferece uma posição de pilotagem mais reta, como nas motos trails. A facilidade da pilotagem, porém, é a de uma scooter. O X-ADV é equipado com motor de dois cilindros de 55 cavalos e câmbio DCT, com dupla embreagem. Para frenagens mais seguras, conta com o auxílio do sistema ABS de dois canais em ambas rodas.