A Incorporadora MDGP, empresa de engenharia civil, trocou os minerais e o vidro por garrafas pet para produzir mantas de isolamento térmico e acústico do prédio residencial Arbo Cabral, que fica em Curitiba e deve ser inaugurado no segundo semestre deste ano.

Para fazer o isolamento de todo o prédio, a MDGP precisou de 85 mil garrafas pet de dois litros, evitando que tamanha quantidade fosse descartada na natureza.

Diferente do isolamento feito com matéria prima mineral, o pet é reciclável e não absorve umidade, ou seja, não prolifera fungos, bactérias e não mofa .

“A construção civil vem se reinventando para seguir uma consciência ecológica. O isolamento de pet é uma alternativa para qualquer construção, pois pode ser reutilizado, reciclado ou vendido após a reforma, sendo transformado em estopa e fios têxteis. A lã de vidro, por exemplo, só pode ser reciclada em 65%, já a de pet pode ser 100%”, comentou a engenheira Bruna Almeida.