Fossa ecológica absorve o resíduo de criação de porcos

0
1440

Projeto não usa energia elétrica nem produtos químicos para tratamento de esgoto

Em um criadouro de porcos, Cristiano Sheid, autor do projeto Ecofossa, viu a necessidade de descarar os rejeitos dos porcos sem afetar o meio ambiente, foi então que criou um tratamento de esgoto sem usar produtos químicos nem energia elétrica.

O sistema usa bactérias que se proliferam e “comem” os resíduos da água, deixando ela limpa o suficiente para irrigar plantas sem contaminar o meio ambiente.

A Ecofossa foi criada em 2015 junto com um projeto do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico (CDT) da universidade de Brasília. É uma iniciativa que atende aos requisitos da Organização das Nações Unidas nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Atualmente, a fossa ecológica já atende hospitais, casas, comércios, hotéis e indústrias, com filiais em Goiás e na Bahia. Além da fossa, o projeto também trabalha com caixa de gordura e separador de água e óleo, que não agridem o meio ambiente e diminuem os impactos do descarte desses resíduos.