O plástico de cana-de-açúcar da Braskem foi reconhecido pela Organização das Nações Unidas e pela Rede Brasil do Pacto Global como um dos casos mais inovadores em desenvolvimento sustentável no Brasil, na categoria Indústria e Energia.

O reconhecimento aconteceu durante o encontro online da Comissão Econômica para América Latina e o Caribe (Cepal).

O plástico biodegradável a base de cana foi lançado em 2010, quando a Braskem inaugurou a fábrica do Rio Grande do Sul e passou a produzir o material em larga escala: 200 mil toneladas por ano para fabricação de embalagens de alimentos e bebidas, de higiene pessoal e de bens duráveis.

O diferencial do plástico de cana-de-açúcar está na redução de emissão dos gases do efeito estufa, com a captura de três toneladas de CO2 para cada tonelada produzida. O material garante as mesmas propriedades e desempenho plástico convencional, de origem fóssil, e pode ser reciclado junto com o plástico comum.

A empresa também foi reconhecida pelos investimentos e estudos sobre a reciclagem química, feita de material plástico.

No encontro online, foram apresentados outros casos e iniciativas que visam o desenvolvimento sustentável, crescimento econômico e geração de empregos no Brasil.