Sem emitir ruído, veículo pode operar à noite em cidades com restrições de horário.

 

As empresas que têm frota de veículos para entrega de mercadoria estão pouco a pouco optando pelo uso de veículos elétricos. O investimento inicial é alto, uma vez que a produção e importação dessa tecnologia ainda são incipientes, mas os custos de operação e de manutenção são bem menores do que o de um caminhão a diesel, além, é claro, no impacto ambiental.

Cada Veículo Urbano de Carga (VUC) movido a diesel que é retirado das ruas, significa a redução de cinco toneladas de monóxido de carbono emitidas por mês! Seria preciso plantar 35 árvores para neutralizar suas emissões de um único caminhão.

A Seara Alimentos destaca mais um ponto importante na substituição dos seus caminhões a diesel por elétricos: o nível de ruído.

Por não emitir ruído, o caminhão elétrico pode operar durante 24 horas, fazendo entregas noturnas em cidades com restrições de circulação nessa faixa de horário.

O caminhão elétrico que será usado na frota da empresa, importado, tem uma autonomia de 150 Km e a Seara instalou uma infra-estrutura em seu hub em Itajaí para reabastecimento. A empresa calcula que o novo veículo terá um custo operacional até três vezes menor do que o VUC a diesel.