A floresta amazônica, maior floresta tropical do planeta, pode estar próxima de entrar em caminho sem volta de degradação. O alerta vem de um estudo publicado nesta segunda-feira (5/10/20) por pesquisadores europeus na revista Nature Communications, os quais analisaram os impactos da mudança do clima sobre a Amazônia, principalmente em relação ao nível médio de precipitação.

Considerando que a floresta amazônica precisa de uma precipitação de 1,2 mil a 2 mil milímetros para manter sua capacidade de regeneração, uma diminuição no volume de chuvas pode causar o colapso de ao menos 40% de sua área atual até o final deste século.

Estudos anteriores já assinalavam essa possibilidade, mas para além de 2100. O artigo destaca que a ameaça pode ser mais imediata do que se esperava, o que terá impacto considerável sobre a biodiversidade da região.

(do Climainfo)