Setor imobiliário se prepara para receber a demanda

Os novos condomínios, comerciais ou residenciais, já estão acompanhando a tendência de ampliação da mobilidade elétrica, com o crescimento expressivo dos veículos híbridos ou elétricos puros.

Mesmo tendo um volume ainda irrisório de veículos elétricos em circulação, o Brasil tem grande potencial para ampliar a participação no segmento.

Uma pesquisa feita pela ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico), revela que, no Brasil, a frota de elétricos e híbridos chegue a 42 mil automóveis este ano.

Levantamento global da consultoria McKinsey mostrou que 48% dos entrevistados em vários países consideraram a compras de um carro elétrico, e 10% afirmam que têm planos concretos para adquiri-los.

“O futuro já chegou. Os veículos elétricos, sobretudo os automóveis, são um caminho sem volta. Pode demorar mais alguns anos, depender de políticas públicas (como na Europa onde serão banidos os carros à combustão entre 2030 e 2035), infraestrutura de abastecimento e redução dos custos, mas não vai demorar para se ver por aqui, um dos maiores mercados do mundo, esta mudança se consolidando em breve”, disse Ricardo Laham, presidente da Vila 11, que opera na locação imobiliária. A empresa incrementa a instalação de postos de abastecimento de carros elétricos nos condomínios.