Andar de patinete, só com capacete

0
883

Campanha quer tornar obrigatório o uso de equipamentos de proteção

A cidade de São Paulo e outras grandes capitais do Brasil foram tomadas por uma onda de aluguel de patinetes elétricos e bicicletas para melhorar a mobilidade urbana, diminuir o trânsito e as emissões de gases, o que é ótimo, mas com a chegada dos patinetes e bikes, os acidentes também chegaram com tudo.

Conforme um levantamento do Hospital Samaritano de São Paulo, no primeiro trimestre de 2018, uma em cada dez pessoas acidentadas a bordo de bicicleta ou patinete, sofreram lesões graves e tiveram que ser internadas. Neste ano o índice de internados subiu para 43% (quase a metade).

Essa situação levou o cirurgião Sylvio Vivone, presidente do Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia buco-maxilo a iniciar uma campanha para a aprovação de um projeto de lei que prevê a distribuição obrigatória de capacetes e outros equipamentos básicos de segurança por parte das empresas que fazem o serviço de locação.

Segundo a entidade, o uso de capacete e equipamentos como joelheira e cotoveleira, poderiam reduzir em até 72% os danos causados aos acidentados e o risco de vida cairia 39%.