FAPESP e NSF lançam nova chamada para apoiar pesquisas em biodiversidade

2990
14368

— Texto publicado originalmente pela Agência Fapesp

A FAPESP e a National Science Foundation (NSF), dos Estados Unidos, lançaram nova chamada de propostas de pesquisa e convidam pesquisadores a submeter projetos de cooperação científica por meio de seus programas BIOTA e Dimensions of Biodiversity.

Serão selecionados até dois projetos colaborativos de cientistas dos Estados Unidos e do Estado de São Paulo. Cada um poderá receber financiamento de até US$ 2 milhões ou US$ 1,5 milhão de parte da FAPESP (para pesquisadores em São Paulo que atendam, respectivamente, aos requerimentos exigidos para Projetos Temáticos ou para o programa Jovens Pesquisadores em Centros Emergentes) e de até US$ 2 milhões da NSF (para pesquisadores dos Estados Unidos).

A seleção de propostas FAPESP-NSF está baseada em uma chamada mais ampla publicada anualmente pelo programa Dimensions of Biodiversity, voltada à participação de cientistas de instituições nos Estados Unidos em oportunidades financiadas pela NSF ou lançada em parceria com outras instituições.

As propostas submetidas à chamada devem integrar as três dimensões da biodiversidade – Genética, Filogenética e Funcional – com a proposta de compreender as interações entre elas e seus resultados.

Abordagens inovadoras são encorajadas de modo a acelerar a caracterização e a compreensão dessas três dimensões e sua relativa importância.

As propostas podem ser submetidas à FAPESP por pesquisadores associados a instituições de ensino superior e de pesquisa no Estado de São Paulo.

Esta nova chamada envolve uma etapa de análise de pré-propostas que devem ser enviadas para a FAPESP até o dia 26 de fevereiro de 2015, impreterivelmente. Os pesquisadores responsáveis pelas pré-propostas enquadradas serão convidados para a submissão de propostas completas que devem ser enviadas para a FAPESP até 9 de abril de 2015. A duração do projeto de pesquisa deve ser de cinco anos com possibilidade de se prolongar por mais 12 meses, em condições excepcionais.