Recolhendo lixo e cuidando dos parques

0
11136
Fabrício - morador local e voluntário na ação

Voluntários retiraram 70 sacos de lixo de parques da capital paulista

Uma impressionante quantidade de lixo foi retirada de cinco parques de São Paulo no último fim de semana de maio: 70 sacos de 60 litros com plástico, vidro, embalagens, uma diversidade de lixo descartado da maneira errada.

A fundação SOS Mata Atlântica realizou um evento de conscientização que mobilizou 350 pessoas para limpeza e plantio nos parques Água Branca, Ecológico do Tietê, Vila Prudente, Horto Florestal e Trianon.

 “Isso é muito importante para conscientizarmos sobre a necessidade de destinar corretamente os resíduos e também recolher o que estiver em local inadequado“, disse Marcia Hirota, diretora da fundação.

No parque Trianon tinha uma espécie invasora de palmeira, que poderia encobrir as outras árvores que estão lá desde a fundação do parque. O mutirão fez a limpeza e plantio de espécies como o jatobá, peroba e jenipapo, nativas da mata atlântica.

“A gente acha que apenas plantar pode fazer o bem ao meio ambiente, mas achei interessante a necessidade de retirar esta espécie. Aqui aprendemos como também manter as novas mudas plantadas e isso vai além do preservar. Levamos daqui um ensinamento para a vida“, contou Ana Paula, que participou da ação.

Algumas famílias e escolas se mobilizaram para o evento. As ações promoveram educação ambiental para quem frequenta parques e conscientizou sobre a necessidade de descartar o lixo da maneira certa, afinal, cuidar do meio ambiente reflete no bem estar das pessoas.