Na Volkswagen, energia limpa e recuperada

895
6465
Pequena Central Hidrelétrica, no rio Sapucaí, com capacidade para gerar cerca de 18% da energia consumida pela empresa

A Volkswagen apostou no uso de energia elétrica 100% renovável e ao renegociar seus contratos de compra de energia elétrica, incluiu a cláusula de que ela deve ser limpa, isto é, proveniente de fontes renováveis, neste caso, de hidrelétricas. Mais do que isso, o sistema implantado nas fábricas das empresas no Brasil recupera energia gasta com elevadores e teste de rodagem.

“A decisão de abastecer as fábricas da Volkswagen do Brasil com energia elétrica 100% limpa demonstra o compromisso da empresa com a sustentabilidade ambiental e com essa ação, já registramos um ganho ambiental significativo”, disse Celso Placeres, diretor da empresa, lembrando que o procedimento equivale à plantação de 166.118 árvores em três anos.

A Volkswagen tem sua própria Pequena Central Hidrelétrica, no rio Sapucaí, um afluente do rio Grande, entre as cidades de São Joaquim da Barra e Guará (SP), com capacidade para gerar cerca de 18% da energia consumida pela empresa. A empresa é pioneira na geração de energia limpa, entre as montadoras instaladas no País.

Entre outras práticas, a Volkswagen tem em sua sede em São Bernardo do Campo, Taubaté e São José dos Pinhais elevadores que geram energia elétrica.

Elevador que gera energia na produção da Volkswagen do Brasil

Quando o elevador sobe, na área de montagem das carroceria, gasta energia elétrica normalmente; mas quando desce, o sistema transforma essa energia mecânica em energia elétrica, a qual é lançada na rede da fábrica para uso em outros processos.

A energia gasta no teste final de rodagem dos carros também é reaproveitada: nas fábricas Anchieta e de São José dos Pinhais, os rolos têm um eixo ligado a um motor, que converte a energia mecânica em elétrica, a qual é devolvida à rede da fábrica para uso em outros processos.