Honda cria jardim da amizade Brasil-Japão no Ibirapuera

3202
12018

— O jardim tem diversas plantas que faziam parte da paisagem de São Paulo quando os japoneses chegaram

A Honda inaugurou uma nova atração do Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera, em São Paulo, um jardim que simboliza a união de japoneses e brasileiros ao longo de mais um século. O jardim tem espécies nativas da Mata Atlântica e do Cerrado, plantas que estavam presentes na cidade de São Paulo quando os japoneses aqui chegaram.

A revitalização do espaço foi feita em comemoração aos 60 anos do Pavilhão.

“Há mais de cem anos, após uma longa jornada pelos oceanos, os imigrantes vindos do Japão encontraram aqui uma paisagem exuberante de Mata Atlântica e Cerrado. Os jardins simbolizam a amizade entre as duas nações”, explicou o botânico Ricardo Henrique Cardim, responsável pelo jardim.

Entre as plantas escolhidas, estão algumas espécies ameaçadas de extinção, como o palmito-jussara, a palmeira-prateada e o araçá-do-campo. Entre as curiosidades, destaque para a língua-de-tucano, utilizada por Padre Anchieta, fundador de São Paulo, para fazer alparcatas no século XVI e a cambuci, árvore frutífera da Mata Atlântica que dá nome a um bairro da cidade.

A visita ao Pavilhão Japonês custa R$ 7 e pode ser feita as quartas, sábados, domingos e feriados, das 10 às 12h e das 13h às 17h.

Foto: Ricardo Cardim