Cachaça 51 recolhe 427 mil litros por dia

3850
26431

– Logística de retorno do vasilhame usado é feita em um milhão de pontos de venda

Falando sinceramente, qual é o problema de jogar uma garrafa vazia no lixo? Não é uma garrafinha que vai poluir o mundo, certo? Mas imagine se todas as garrafas vazias foram descartadas de forma irregular. Seria o caos. Só de cachaça da marca 51 são esvaziados no Brasil 450 mil litros por dia, 374 mil doses, volume que equivale a 225 toneladas de resíduos sólidos.

Diante de números tão grandes, a Companhia Müller de Bebidas, produtora da 51, montou um complexo sistema de logística para coletar e dar o destino correto aos vasilhames da empresa, reutilizando-os, sendo novamente envasados e recolocados no mercado. O sistema de reaproveitamento inclui a coleta em todas as cidades onde a cachaça é vendida, mesmo nos mais distantes rincões, como a cidade de Tabatinga, no Amazonas, que fica a quatro dias de barco de Manaus. Afinal, se a cachaça foi levada até lá, o coreto é retirar também o vasilhame e dar a destinação correta.

Segundo a empresa, o procedimento foi iniciado antes da obrigatoriedade instituída pela Política Nacional de Resíduos Sólidos e hoje o índice de retorno do vasilhame é de 95%, correspondendo a 200 toneladas pós consumo que são geradas diariamente e que já contam com destino correto. São 427 mil litros vazios por dia.

A Companhia Müller de Bebidas incorpora técnicas de reaproveitamento dos resíduos agrícolas e industriais nos processos produtivos, resultando baixo desperdício. A empresa também desenvolve projetos para preservação do meio ambiente e uma gestão racional dos recursos naturais como o uso de biomassa na matriz energética, com aproximadamente 97% de geração de energia; eliminação da queima da palha da cana-de-açúcar, com investimento na colheita mecanizada, que já atinge 93% da produção de cana; aproveitamento integral dos resíduos da moagem de cana, como vinhaça e torta de filtro; na irrigação do solo e como insumos orgânicos no processo de fertilização das áreas plantadas de cana; e plantio de 122 mil árvores nativas em projeto de reflorestamento para recuperação de áreas degradadas.

A cachaça 51 é líder do mercado com participação de 40% e chega a um milhão de pontos de venda: de grandes redes de supermercados a quiosques de praia. São produzidos por dia 400 mil litros de cachaça, nas duas fábricas da empresa: em Cabo de Santo Agostinho,  em Pernambuco, e em Pirassununga, em São Paulo.