Barcelona é palco das Cidades Inteligentes

0
15473

O trânsito, o transporte público, as formas de mobilidade são os temas centrais quando o assunto é Cidade Sustentável, ou Cidade Inteligente, aquela que busca a redução do estresse e uma convivência mais saudável entre as pessoas.

O mundo está discutindo esse assunto no Congresso Mundial Smart City, que vai até esta quinta-feira, em Barcelona, cidade que soube aproveitar a oportunidade que os Jogos Olímpicos de 1992 ofereceram e se transformou numa referência de convivência urbana e qualidade de vida.

Investiu pesado em transporte público e incentivou o cidadão a ocupar as ruas. Hoje 41% dos trajetos em Barcelona são feitos de bicicleta ou a pé e 35% por transporte público.

O uso do carro é seletivo: mais ponderado, mais ocasional, para momentos especiais, quando ele é realmente necessário. O resultado é que também o uso do carro passou a proporcionar mais prazer.

As conseqüência são nítidas: só nos últimos três anos a cidade reduziu as mortes em 10% e o número de feridos graves em 20%.

Esse é o palco das discussões sobre Cidades Inteligentes este ano, com a presença de especialistas e representantes de 650 cidades, que discutem:
Cidades inclusivas
Cidades seguras
Cidades tecnológicas
Cidades com maior e melhor mobilidade

Uma forma de criar espaço de participação, reduzir desigualdades e construir o bem estar das pessoas.