Ambev incentiva retorno de garrafas

518
34213

Cervejaria investe R$ 1,5 milhão para incentivar um hábito que ajudou a destruir

A ação que a Ambev está realizando é no mínimo “curiosa”. A cervejaria vai investir R$ 1,5 milhão no desenvolvimento de uma máquina de coleta de garrafas retornáveis, para facilitar a troca do vasilhame no supermercado.

A empresa tem hoje 900 equipamentos e até o final deste ano vai instalar mais 500. Após comprar o primeiro vasilhame, o consumidor o substitui nas compras seguintes. Com isso a empresa diz que o consumidor vai economizar no preço da cerveja e gerar menos impacto ao meio ambiente.

O curioso no caso é que a Ambev está querendo fazer algo que já era um hábito arraigado no consumidor brasileiro, que sempre fez a troca do casco na compra de cerveja. Esse hábito foi abandonado exatamente pela ação antiambiental das próprias cervejarias, que passaram a oferecer a cerveja sem exigir o vasilhame, inclusive a própria Ambev.

Segundo a cervejaria, uma pesquisa feita junto as consumidores indica que 35% dos que não optam pela garrafa retornável reclamam da dificuldade no transporte. Diante disso, a empresa criou uma cesta para levar as garrafas.

A informação da Ambev, no entanto, não corresponde com a realidade em vários supermercados, onde a oferta de garrafas de cerveja de 660ml não indica a possibilidade de uso de cascos e muito menos de desconto no preço caso o consumidor leve as garrafas vazias.

A pesquisa revelou que dois em cada dez consumidores fazem uso da garrafa retornável por enxergar suas vantagens sustentáveis.

O índice de retorno ainda é baixo, considerando que já foi de quase 100% no Brasil: apenas uma em cada quatro garrafas comercializadas pela Ambev é retornável. O objetivo da empresa é ampliar esse número, com investimento em processos que facilitem a troca e o transporte dos vasilhames e promover o retorno de garrafas de 300 ml.