Adote um ninho e ajude a salvar a arara-azul

0
17443

Iniciativa do Instituto Arara Azul que tirou a espécie da extinção chega à sua quinta edição

A fauna brasileira é constantemente ameaçada pelo desmatamento e pelas queimadas das florestas. 190 espécies de aves já foram extintas e outras 65 estão ameaçadas de extinção, segundo a União Internacional para Conservação da Natureza.

Algumas ações de preservação, no entanto, acabam surtindo efeito na proteção das espécies, caso do Projeto Arara Azul, promovido pelo Instituto Arara Azul em parceria com a Fundação Toyota do Brasil. Que fez com que a população de animais aumentasse significativamente nos últimos 29 anos, passando de 1500 aves, em 1990, para mais de 5000 hoje, vivendo na região do Pantanal e do Mato Grosso do Sul (MS). Essa evolução fez com que a espécie deixasse a lista brasileira de animais ameaçados de extinção em 2014. (Veja matéria).

Mas assim como tantas outras espécies, a arara-azul tem uma sobrevivência frágil. Mesmo que os ambientalistas estejam sempre agindo em defesa da natureza, muitas barreiras são encontradas, por isso é importante que todos fiquem atentos à realização de ações de proteção. Esta é a razão da campanha “Adote um Ninho”, promovido pelo Instituto Arara Azul com apoio da Fundação Toyota do Brasil, que está na sua quinta edição.

A iniciativa consiste no apadrinhamento e monitoramento de ninhos naturais e na instalação de ninhos artificiais, produzidos pelo Instituto Arara Azul: são caixas de madeira adaptadas e fixadas em árvores que servem de abrigo e de local de reprodução das araras. Têm o mesmo conforto que o ninho natural e são aceitos facilmente pelos pássaros.

Eliza Mense, diretora do Instituto Arara Azul, explicou que a pessoa que adotar o ninho passa a receber informações sobre o aproveitamento do mesmo pelas araras, já que o casal nunca se separa e vive junto até a morte. No caso de algum filhote nascer, o padrinho será avisado e terá o direito de batizar a ave: todas têm o nome registrado pelo Instituto Arara Azul. Além disso, o padrinho ainda recebe fotos e pode acompanhar todo o desenvolvimento.

As outras edições geraram resultados importantes e significativos para a campanha e para o projeto. Desde a edição piloto, em 2014, mais de 57 ninhos foram apadrinhados por empresas e pessoas físicas, além de alguns famosos como Ziraldo, Michel Teló, Almir Sater, Chitãozinho e Xororó e Luan Santana.

Os valores para adoção e mais informações sobre a campanha Adote um Ninho estão no site do Instituto Arara Azul (http://institutoararaazul.org.br) ou enviando um email para diretoriaexecutiva@institutoararaazul.org.br. Além da adoção de um ninho, é possível fazer pequenas doações, e assim, receber produtos com a temática do projeto.